Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Miguel Alves, presidente do Município caminhense, apresentou-se perante os jornalistas para confirmar o fim do protocolo com a Fundação AMA e a realização do Festival apenas em 2016, nos dias 26/27/28 de Agosto.

O autarca compareceu sozinho mas referiu haver consonância com a Junta de Freguesia, de modo a relançar um novo modelo de festival, totalmente profissionalizado.

Justificou a alteração de datas para final de Agosto, para que Vilar de Mouros seja o último dos grandes festivais de Verão e aproveitando as digressões de artistas e bandas pela Europa durante este mês, além de considerar inadequado realizá-lo no final de Julho e começo de Agosto.

A próxima edição terá como organizadores - a par da Câmara e Junta de Vilar de Mouros - um consórcio formado pela Música no Coração, de Luís Montez que, assim, regressa a Vilar de Mouros após ter sido um dos mentores do evento nos anos 90 e princípios de 2000; a produtora DOT GLOBAL, ligada ao Rock in Rio e, a Metrónomo, outra produtora de espectáculos, cujo principal rosto é Paulo Ventura, um dos jurados de um programa da SIC, intitulado "Ídolos".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:04


8 comentários

De atento a 02.05.2015 às 00:04

Enquanto isso os caminhenses continuam a oagar os demandos do Miguelito e os espanhois a rir!!!!!

CONTRATO N.º 8 / 2015

AJUSTE DIRETO PARA: “Limpeza do Cais de Atracação do Ferry-Boat Santa Rita de Cássia”


--- Aos seis dias do mês de Março do ano de dois mil e quinze, nesta Vila de Caminha, edifício do Município de Caminha, compareceram como outorgantes:----------------------------------------------
--- Primeiro: Luís Miguel da Silva Mendonça Alves, casado, natural da freguesia de Nossa Senhora de Fátima do concelho de Lisboa, residente na Rua Pedro Homem de Melo, n.º 239, 1.º C Esq.; 4910 506 Vila Praia de Âncora, Presidente da Câmara Municipal de Caminha, que outorga em sua representação.------------------------------------------------------------------------------------
--- Segundo: Roberto Piñeiro Villanueva, portador do cartão de cidadão n.º 35.465.170(k), na qualidade de representante legal da firma “Dragados del Noroeste, S.L.”, com sede no Lugar de la Iglesia, n.º 17, Tremoedo, município de Villanueva de Arosa Galiza - Espanha, contribuinte n.º B36.505.477, e com poderes para este ato. ------------------------------------------------
--- Assim presentes, pelo primeiro outorgante foi dito:----------------------------------------------------------- Que por despacho do Sr. Presidente da Câmara, Miguel Alves, datado de 27 de Fevereiro de 2015, o Município de Caminha adjudicou ao concorrente “Dragados del Noroeste, S.L.” a “Limpeza do Cais de Atracação do Ferry-Boat Santa Rita de Cássia”, pelo preço contratual de € 72.064,00 (setenta e dois mil e oitocentos e sessenta e quatro euros), acrescido do Imposto sobre Valor Acrescentado à taxa legal, atualmente de seis por cento, a que corresponde o montante total de € 76.387,84 (setenta e seis mil, trezentos e oitenta e sete euros e oitenta e quatro cêntimos), , tendo o mesmo órgão aprovado a minuta do contrato em 27 de Fevereiro de 2015, nas condições e cláusulas que a seguir se indicam:--------------------------------------------------
--- Primeira: O presente contrato tem por objeto a prestação de serviços para a limpeza do cais de atracação do Ferry-Boat Santa Rita de Cássia, cuja intervenção não poderá ultrapassar os trinta dias para deslocar os 18.718,682 m3 de inertes, de acordo com os termos e condições estabelecidos na proposta do segundo outorgante, documentos que depois de rubricados pelos intervenientes ficam a fazer parte integrante do presente contrato;---------------------------------------
--- Segunda: Este contrato é celebrado por ajuste direto nos termos do determinado na alínea a) do n.º 1 do artigo 19.º do Código dos Contratos Públicos.------------------------------------------------
--- Terceira: As sanções aplicáveis por incumprimento do presente contrato, bem como as condições de rescisão do mesmo são as que constam do processo de procedimento e demais legislação em vigor;-----------------------------------------------------------------------------------------------------
--- Quarta: Em tudo quanto for omisso no presente contrato, regularão os preceitos legais em vigor e bem assim a disciplina normativa e contratual decorrente do processo de procedimento e proposta apresentada pelo segundo outorgante, e ficam a fazer parte integrante deste contrato e ficam a fazer parte integrante deste contrato.-----------------------------------------------------

--- Quinta: De acordo com o disposto no n.º 2 do artigo 88.º do Código dos Contratos Públicos e explícito no convite do procedimento não é exigível a prestação de caução por parte do adjudicatário. Não havendo também lugar a reforço da caução.-------------------------------------------
--- Sexta: Sem prejuízo do disposto na legislação aplicável, qualquer dos outorgantes poderá denunciar o presente contrato, desde que seja efetuado o pedido através de carta registada com aviso de receção, com uma antecedência mínima de trinta dias úteis. Com a denúncia do presente contrato os outorgantes nada mais terão que exigir um do outro, seja a que título for.--
--- Pelo segundo outorgante foi dito que aceita o presente contrato nos precisos termos expostos pelo primeiro outorgante, obrigando-se por isso ao seu integral cumprimento.------------
--- Este contrato foi lido em voz alta e explicado o seu conteúdo na p

De Anónimo a 24.04.2015 às 16:46

E esta?


http://www.caminha2000.com/jornal/n729/cmcc.html

De Anónimo a 24.04.2015 às 14:56

QUE RISO!!!!!!! ENTAO NAO ERA ESTE ANO O ANO DO "AGORA É QUE VAI SER"??? DEPOIS DA MERDA QUE FIZERAM NO ANO PASSADO, FOI O QUE DISSERAM!! NAO SE LEMBRAM? A GENTE SIM!!! MAIS UMA PRA "CULTURA" DO MIGUEL: FALAS BEM MAS NAO FAZES NADA!

De Almerindo a 23.04.2015 às 12:10

Este blog anda muito calado, ou seja o PS está muito calado. Agora que tem o poder do seu lado parece que não se passa nada. Claro que está tudo perfeito. Provavelmente é porque o dinamizador anda ocupado a ir à missa ou a tomar os comprimidos para a azia porque o PS o enxotou. Até parece mal este silêncio!

De Antunes a 21.04.2015 às 19:34

Enquanto se discute as folhas que faltaram na Assembleia municipal o rapazito desempregado há um ano atrás anda agora de turista no extremo oriente. Senhor Miguel Alves com esta gente não vai longe

De Luís a 27.04.2015 às 16:00

Isto de fazer turismo parece que toca a todo o pessoal da Câmara. Claro que o rapazito agora anda nas nuvens e de vez em quando dá uns voos mais altos. Esquece-se é que o estado de graça não é para toda a vida. Seria melhor ir fazendo um pé de meia, já que o futuro está incerto a não ser que o Miguelito o leva na mala para Lisboa quando for vassalar o António Costa.

De A. P. a 21.04.2015 às 12:25

Mais vale fazer em 2016 e com qualidade, que à pressa e mal.

De Joana a 22.04.2015 às 21:32

Sem dúvida nenhuma!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D