Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Uma das facetas das reuniões camarárias descentralizadas implementadas pelo novo executivo camarário, consiste na apresentação de situações que os munícipes consideram irregulares ou lesivas do espaço público.

 

Luís Leyva, um caminhense com casa em Moledo, na Meia-Légua, interrogou-se no decorrer da sessão que decorreu na sala da Junta de Freguesia, como foi possível a um privado "urbanizar o espaço público marítimo?".

 

Referia-se à urbanização da Quinta de Santana, no Portinho, um processo iniciado de há cinco anos a esta parte, em que os passeios e jardins foram construídos em terrenos do domínio público marítimo, denunciou o morador. 

Referiu que sempre defendeu uma ligação pedonal (passeio marítimo) desde Moledo até Vila Praia de Âncora, entretanto interrompida pela dita construção que considerou um "atentado".

 

Historiou a sua intervenção e as diligências realizadas, nomeadamente, um ofício enviado em 2005 à Câmara Municipal, em que perguntava como era possível construir em terrenos de domínio público marítimo. Idêntico ofício tinha sido enviado ao Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território, no intuito de saber como é que esse espaço público tinha sido cedido.

 

 Este morador estranhou ainda que tivesse sido alterado o trânsito na zona, passando a ter um sentido único norte-sul pela frente do empreendimento, e sul-norte pelas traseiras do loteamento.

 

Convidou o actual executivo a deslocar-se ao local num Domingo de Verão, de modo a inteirar-se do "caos" existente, o que impedirá um acesso rápido em caso de emergência, às habitações situadas a sul de Moledo. 

Referiu que este caso já se encontra a ser averiguado por diversas instâncias, mas a mudança de inspectores e directores de serviços ou secretários de Estado obsta a que tivesse sido tomada uma decisão.

 

Luís Leyva criticou a actuação camarária neste processo, leu uma resposta dada pelo chefe de Divisão de Obras "como se nós fossemos todos anjinhos", vincou, ao referir que essas áreas continuarão na esfera do domínio público, embora tenha sido construído o empreendimento.

 

O morador pediu que se remediasse a situação, porque o mal já estava feito.

 

Texto do semanário digital caminha2000

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:54


17 comentários

De Extrema Direita a 22.07.2014 às 04:30

Como disse e bem Margaret, quando 1ª ministra da Grã-Bretanha:

" O socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros"

"É impossível levar o pobre a prosperidade através de legislações que punem os ricos pela prosperidade"

"Para cada pessoa que recebe sem trabalhar, outra pessoa deve trabalhar sem receber"

"Quando metade da população entende a ideia de que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação"

Minha gente, sinceramente vocês com estes comentários o que ganham? Defrontem-se cara a cara, assistam ou intervenham nas assembleias, estamos em democracia, debatam os problemas, dêem ideias construtivas, não digam que x ou y roubou, alguém aqui é perfeito? Quem é perfeito que se acuse.
Muitos de vocês escrevem sem ter a noção do que dizem, apenas ouvem rumores, tem provas? Estavam lá? viram?
O que tínhamos a uns anos atrás no nosso concelho? Não se fez obra? Não se evoluiu? Temos um lindo concelho. Tivemos gente que andou com o concelho para a frente. Mas muitos de vocês ou estão cegos ou não admitem o que se fez.
Boa noite

Anti-esquerda

De Peter a 19.07.2014 às 11:27

Já sabemos que o Taxa e um grande seguidor deste blogue. Seja porque esta acossado seja pó um assomo de vergonha na cara, deixou de fazer comentários escabrosos nos Facebooks.
Ganha vergonha o cretino. Estamos de olho em ti pra Assembelia Municipal. Até comprei um sofá novo pra ver o espetáculo.7

De PP a 19.07.2014 às 09:54

Cambada de corruptos que sempre encheram a Câmara de homens de mão para fazer as manigâncias. Vai ser uma razia.
Cuidado Miguel que esses trafulhas estão ao teu lado.
Era ver na Assembleia Municipal como alguns mamões estão preocupados com.a SUMA. E quem está lá? O filho do Mouteira. Quem se queixou? O Mouteira.
Quem financia as campanhas? Adivinhem lá!

De Nostalgia a 15.07.2014 às 23:51

Alguém se lembra:

http://portugalporreiro.blogspot.pt/2013/09/flamiano-martins-sua-caminhada-para.html?m=1&zx=a4e8daa0fe463117


Política de trazer por casa. Aliás, o que caracteriza ainda a postura da velha senhora nas reuniões de Assembleia Municipal.

De Anónimo a 15.07.2014 às 23:40

João Taxa: um facebokiano travestido.
Não sabia? Então perguntem-me porquê...

De Curiosa a 20.07.2014 às 00:21

Isto está a aquecer...
Chute!

De Anónimo a 15.07.2014 às 23:33

Não posso crer, o Taxa exagerou na cerveja...

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=10202880373145033&id=1073353288

A dizer bem de um evento apoiado pela atual Camara?
Ou perdeu literalmente a cabeça ou pediu os óculos emprestados à Bina Morte... :)

De JC a 16.07.2014 às 10:45

Com aliados como a Bina Morte vão longe. Uma condenada a apoiar arguidos de tantos crimes que até vamos ter dificuldade a acompanhar.
Quero ver o Taxa e a peixeira da Liliana Silva , a ver como se vão desculpar quando os processos arrancarem na fase de acusação e julgamento, com a escandaleira toda na praça pública e os podres a saberem-se.
Se oTaxa fizesse mas e obras na casa que está a cair de podre como ele e a desfeia rã nossa Vila e que faziabem. Não tem vergonha de não saber esconder a bofetada - querias mama para o taxa júnior não era? Vai pastar e leva a prole.

De Anónimo a 14.07.2014 às 16:56

Pró Taxa que só vê o que lhe interessa:

http://jornalc.pt/art-beer-fest-caminha-com-casa-cheia-na-primeira-noite/

Se queres deitar abaixo, deita a tua família, não deites o concelho de Caminha.

O teu azar é que as pessoas do concelho não são burras.

Se queres deitar abaixo deita o executivo, não deites os eventos da tua terra, só a prejudicas e o povo não te perdoa.

De Anónimo a 14.07.2014 às 12:49

Continua, Taxa, continua. Enterra-te todo!
Afasta os vizitantes de Caminha, afasta. Destroi o teu concelho, que o povo está a julgar-te.

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=10202862992430526&id=1073353288

Estás em campanha eleitoral? Estás a pretender candidatar-te a alguma coisa?

Respeita o teu concelho, respeita o povo da tua terra.

De Ântero-anterior a 16.07.2014 às 11:25

Esse Taxa e um trauliteiro sem escrúpulos. Ele e a Júlia Paula merecem-se. Ainda vamos assistir a mais um espetáculo na Assembleia Municipal se a gaja continuar a mentir com a boca toda. Ou muito me engano ou o presidente vai chamar-lhe mentirosa em direto e a cores. Não percam os próximos episódios!
Vão trabalhar malandros. A tipa continua a mamar a nossa custa com a reforma conseguida aos 47anos. Eu tenho 58 e nem sei se vou algum dia ter reforma. Tenham vergonha, a chulice não e só a dos becos.

De Judite a 13.07.2014 às 21:40

Todos sabemosa resposta mas já está na PJ - descansem. Com fotografias e tudo explicadinho. O arq. Brás vai explicar melhor mas e aos inspectores da PJ. Um punhado de outros casos esta pra arrancar com as acusações - falta pouco, depois das férias de Verão e antes do Natal. Vamos lá pessoal.

De Atentissimo a 18.07.2014 às 09:45

Sabem o que anda a fazer a PJ relativamente aos concursos com prognósticos? Os visados foram constituídos arguidos isso é sabido e agora? Isto sai ou não? Uma das visadas o matraquilho Paula Dias diz que está de baixa porque o executivo a obriga a trabalhar e a cumprir horas (não estava habituada) passava o tempo no facebook e a saltitar de gabinete em gabinete. Agora apertaram com e foi um ver se avias a meter baixa. O mais caricato é que a soença é tão grave que aparece em fotos no facebook em festas. Deve ter sido o médico que receitou: não trabalhes de dia e vai a festas à noite. Será que foi o Taxa a passar a receita?
Espero que a PJ aja de uma vez por todas!

De Lopes a 19.07.2014 às 22:16

Essa "piquena" foi a Braga presta declarações como arguida. Vai ser acusada, como os outros, certamente ainda antes do fim deste ano, depois das férias. Esse deve ser um dos processos mais adiantados.

De Indignação a 20.07.2014 às 00:19

Então a Paula Dias está de baixa?!!!

Nota-se:
https://m.facebook.com/photo.php?fbid=10203589780857070&id=1592004811&set=a.10202220822393964.1073741826.1592004811

Que doente que ela está?
Comigo era a inspeção em cima.

De Atentissimo a 21.07.2014 às 16:33

De que estão à espera!!

De funcionário a 13.07.2014 às 16:04

ora aqui está um assunto para o silva e o marques resolverem. isto porque eles eram tão zelozos quando iniciaram funçoes e mesmo com a ignorançia deles em relaçao a obras nao se cansavam de enviarem oficios e queixas denunciando obras que até estavam legais.sem nunca terem olhado para um projeto nao se coibiam de emitir opinioes estupidas mas só de maldade!eram os tais legalistas....agora tem muito para escrever e pedir informaçoes aos tecnicos da camara.mas nao o fazem porque lhes toca na pele.mas meus amigos quem anda na politica tem que ser isento nao é só para os da cor que se fecha os olhos!ou somos todos filhos da p.....ta! ai está mais uma merda com um M grande que alguem vai ter de desimbrulhar! mas estes eram os mesmos que diziam que no tempo dos socialistas as obras pareciam uma banda de musica sem maestro!ai teem uma das merdas que fizeram.alguem mamou!seria o marques ou o outro?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Julho 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D