Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Inquérito online sem credibilidade

por pubicodigital, em 16.06.13

O semanário digital “O Caminhense” está a promover um inquérito online onde a questão é estar ou não de acordo com o regresso do Festival de Vilar de Mouros.

Não será mera coincidência aparecer este inquérito poucos dias depois do candidato do PS à Camara de Caminha ter prometido tudo fazer para que o Festival de Vila de Mouros volte a realizar-se. Miguel Alves visitou a freguesia de Vilar de Mouros acompanhado por Inês de Medeiros e outros apoiantes locais, declarando no final que tudo fará para que o festival regresse ao calendário cultural.

Até aqui não há nada de extraordinário, nem nas declarações do candidato, nem na iniciativa do semanário digital, não fosse o facto de este inquérito permitir todo o tipo de manipulação de resultados. Efetivamente, qualquer pessoa pode votar as vezes que quiser, utilizando sempre o mesmo computador, o que retira qualquer credibilidade aos resultados apresentados.

A questão é saber a quem interessa esta questão e quem terá votado maciçamente e no espaço de poucos dias no dito inquérito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:55


9 comentários

De vmftw a 21.06.2013 às 11:05

Costumo visitar o site do caminhense e esse inquérito já está no site desde Março.

De ze carlos a 19.06.2013 às 17:59

se o miguel ganha as eleiçoes como penso que ganhará,eu ponho-me em cuecas na varanda da camara!!podem ter a certeza!!!

De JJ a 19.06.2013 às 12:19

Que querem que o Caminhense faça:
- AQUILO PARA QUE LHE PAGAM

Vão ao portal base.gov.pt
Acabam de mamar mais 40 mil euros e são espertos!!!
Ora fazem contratos em nome de “Rádio Jornal Caminhense”
Ora em nome de “Jornal O Caminhense, de Herdeiros de António José Guerreiro Cepa”
Mas também os há (2008) em nome “Jornal Caminhense”
É CASO PARA A POLÍCIA JUDICIÁRIA
Por crime de favorecimento óbvio, mas também porque os preços da publicidade dos pasquins do género está muito inflacionado.
Estou certo ou estou errado, como dizia o outro?

De Mateus a 20.06.2013 às 12:40

É caso para a PJ ou para o DCIAP, que anda mais ligeiro e as denúncias podem ser feitas online, no portal. É a própria Procuradoria a pedir aos cidadãos que denunciem os crimes de que têm conhecimento, mesmo sem se identificar.
Não se pode deixar passar esta falta de vergonha,ainda para mais à nossa custa e descaradamente.
É UM ATO DE CIDADANIA. Se nos calamos somos cúmplices. Os blogues não chegam.

De Vilarmourense a 18.06.2013 às 19:47

Basta um dos comissários políticos do PSD encostados na Câmara de Caminha ficar o dia todo a votar sempre no NÃO para dar este resultado. Vocês dizem que a sondagem não é credivel, eu digo que é mentirosa, sem escrupulos e que revela bem o tipo de gente que a produziu.
Em Vilar de Mouros (acredito que no resto do Concelho também) uma larga maioria das pessoas querem o regresso do nosso festival. Disso não tenham dúvidas.
Este PSD de Caminha é o mesmo que o PSD do Cavaco Silva, do Passos Coelho e do famigerado e embusteiro Relvas. Fora com esta gente que durante 12 anos só fez asneiras, enterrou em dívidas o município e só lhe deu notoriedade pelas piores razões.

De Leo a 18.06.2013 às 14:35

Eles não sabem o que hão-de fazer para ajudar o triste do Flamiano. Os colegas da lista dizem mal da Júlia Paula: que o Flamiano vai fazer diferente, que era obrigado a cometer tropelias e desmandos, a perseguir funcionários, etc. etc. Um coitado que, não percebem, assim dá a ideia do que é, um fulano sem coluna vertebral, que anda há anos a ser mandado por mulheres (o que nem seria mau se não fosse andar supostamente contrariado e a violar os seus “princípios” todos os dias) em casa é a mulher, na câmara é a malvada da Júlia Paula.
Agora o Zé das Vacas até quer renegar o partido. Saiu da liderança da Concelhia e deixou lá outro triste, o Manuel Marques, que bem podia não se prestar a estes papéis.
Foi este dizer para a Rádio do regime (paga por nós todos) que é presidente interino da concelhia até às eleições (fugiu-lhe a boca para a verdade, porque já ninguém acredita que o desgraçado vai ganhar). Porque o Flamiano “vai ser” presidente de todos os caminhenses e por isso não pode estar ligado ao partido desta forma.
Ora esta explicação é mais uma aberração na terra dos fenómenos em que a comandita nos transformou.
Eu explico:
O Flamiano quer distância da Júlia Paula (reservando-lhe o papel da má da fita, a arguida e malévola, autora de todos os males).
Também quer distância do partido do Passos e companhia, que o povo já odeia pelo descalabro a que estão a sujeitar o país, aliás como já fizeram outros candidatos que nem a sigla do PSD põem nos outdoors.
Renega o passado e o presente – mostra que não é mais do que um COVARDE, com todas as letras. Depois ainda sonha que pode continuar a desgovernar o município. Grande tanso.

De Lili a 17.06.2013 às 18:20

Eles andam aflitos como nunca lhes passou pela cabeça que podia acontecer. Depois de sábado, então, vai ser o descalabro. O Caminhense já nem vale a pena comentar, não tem vergonha – pobre Cepa, às voltas na cova. Não merecia esta descendência.
Eu pagava para assistir a um debate entre o Flamiano e o Miguel Alves. Era o arguido e o jurista; o parolo e o homem de ideias, com garra, com contactos, com ideias.
Já nem é preciso o Ministério Público acelerar os processos e metê-los na choça, cá por mim acho que vão parar ao Magalhães Lemos. Ela já endoidou, o outro não lhe cabe um feijão, até já fugiu da concelhia.

De Águia a 17.06.2013 às 18:14

São mesmo uns palhaços. Mas alguém duvida que a população do concelho quer – exige – o regresso do Festival de Vilar de Mouros?
Que raio de pergunta é essa?
São uns atrasados mentais. Estes inqualificáveis que estão na câmara e querem manter a mama com o Zé das Vacas, acabaram com o nosso Festival, prometeram um parque temático e andam há 12 anos a gozar o povo de Vilar de Mouros e de todo o concelho.
Agora vale tudo, até perseguem os trabalhadores de carro e ameaçam-nos de ir para uma lista de gente a despedir.
A insanidade brada aos céus. Grande tiro no pé, mas será que não se enxergam e percebem que quando lhes dizem que estão com eles as pessoas têm os dedos cruzados – é uma metáfora claro. Se ameaçam vão ter o troco, nas urnas, que ninguém vê.
Como na cantiga: São loucos, são loucos (eu diria: estão loucos, estão loucos!)

De marco a 16.06.2013 às 16:56

a quem é que há-de interessar?? o caminhense mama dos nossos impostos por isso só tem que fazer o que lhes mandam!! eles agora vão atacar de todos os lados!esta julinha e companhia é gente sem escrupulos!!mandaram fazer o inquérito da forma que lhes convem!! até agora nunca quiseram saber do festival de vilar de mouros,do rio minho,e por ai fora!! agora tudo é preocupaçao!só que a malta já abriu os olhos ja nao se deixam enganar por festas, nem por bailes nem por nada!!!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


calendário

Junho 2013

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D