Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Júlia Paula, Flamiano Martins, José Bento Chão, Paulo Pereira, Jorge Miranda e Luís Saraiva, vão ser julgados pelo Tribunal de Contas (TC) por causa do subsídio ilegal atribuído à ACIVAC em 2006. As sessões estão marcadas para dois dias 14 e 15 de Maio, em Lisboa. Foram notificadas para comparecer na sede deste Tribunal todas as testemunhas arroladas pelos demandados, mais de uma dezena. Os membros do executivo que viabilizaram o pagamento dos  48 303€ já tinham sido condenados, em Outubro do ano passado, a repor a verba junto dos cofres municipais, mas não o fizeram, por isso vão ser julgados e à soma inicial devem, a partir de agora, acrescer outras parcelas.

Além dos seis autarcas e ex-autarcas, receberam notificação do Tribunal de Contas todas as testemunhas, o que ronda já as duas dezenas de pessoas, mas a estas há a acrescentar os diversos advogados.

 

O TC responsabilizou os membros do executivo, ou seja, a presidente Júlia Paula e os vereadores José Bento Chão, Paulo Pereira, Flamiano Martins, todos do PSD que votaram favoravelmente a concessão do subsídio. Os socialistas Jorge Miranda e Luís Saraiva abstiveram-se, mas o TC considerou-os também responsáveis pela despesa ilegal, suportada pelos cofres municipais. Avelino Pedra do PS foi o único que votou contra a concessão do subsídio e por isso mesmo não foi responsabilizado pelo TC.

 

Na realidade, o subsídio era fictício, porque se destinava ao pagamento de dívidas ao Fisco e à Segurança Social. Através de um expediente ilegal, o município de Caminha procurava garantir o desbloqueamento de uma candidatura no âmbito do URBCOM (Projecto de Urbanismo Comercial de Caminha e Vila Praia de Âncora). O socialista José Pedra foi o único a votar contra e por isso está livre de acusações.

 

Texto retirado parcialmente do semanário digital caminha@2000

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:57


9 comentários

De Leão a 17.01.2013 às 16:10

Tarde é o que nunca chega. Há que ter paciência que a justiça lá acaba por se fazer. Vejam o caso do Macário Correia. Ainda há quem pense que a Júlia Paula tem peso. Peso tem, até a mais, mas é nas banhas. Este foi secretário de estado, é mesmo PSD (não faz de conta que é independente), estava em autarquias maiores do que Caminha, também é gordo e não escapou. Devia ter sido castigado antes? Devia, não é a mesma coisa agora, mas ainda vai a tempo de levar um chuto no cu.
Tal como a Júlia Paula, é um REFORMADO. Um CHULO DO SISTEMA; seja lá qual for a cor. É um oportunista, escumalha da política.

De Judite Lisboa a 17.01.2013 às 10:07

Ei malta! vocês estão a esquecer que ainda falta conhecer o resultado da auditoria da IGAL.
Quando as coisas demoram é porque há muitos "casos" e a IGAL pede informação à Câmara e esta responde. Deve ser isso que se está a passar.
Vão cair todas este ano. Coitadinhos!

De MM a 16.01.2013 às 23:32

A gaja vai ter mesmo de fugir. O caso é de 2006 e vem agora para julgamento. A coisa só está a começar e nunca mais pára, nem para ela nem para a corja que a rodeia. O pacóvio do Flamiano é mesmo capaz de ir dentro: não haverá quem alerte o desgraçado para a quantidade de papéis que anda a assinar. Ele nunca se perguntou porque razão a patroa não assina e o manda assinar a ele? E quer o lorpa ser presidente....

De Joaquim a 16.01.2013 às 10:12

Só resta saber qual será o empreiteiro que vai "contribuir" para repor a massa nos cofres da câmara - com o pêlo do mesmo cão, claro está.
Pior vai para os do PS, a esses não há engenharia financeira que lhes valha. Não tenho pena, tivessem votado contra.

De Celeste a 15.01.2013 às 15:38

Li a notícia original e há uma dúvida que me assalta. Passo a expor:
A D. Júlia Paula veio das Finanças e gaba-se disso (Fui ver à biografia e lá reza: dos crimes fiscais e formação em Direito).
Ora bem: Então agiu com dolo? Certo?
Não tem direito a apoio dos advogados da Câmara, isso é clarinho como água. Como faz uso e abuso deles então comete mais uma vez crime de PECULATO.
Ela não pode dizer que não sabia. Ficarei atenta aos próximos episódios de mais esta novela, que não tem sotaque, como não têm sotaque os investimentos (?!) que se fazem no concelho, ou melhor, que não existem nem nacionais nem vindos do Brasil. É tempo destes vendedores de banha da cobra engolirem a própria banha.

De Carlos Trindade a 15.01.2013 às 15:19

Que é feito da ACIVAC, alguém me pode informar?

De Carlos C. a 15.01.2013 às 15:03

Então a gaja não era técnica das Finanças, da área dos crimes fiscais?
Segundo a Lei 5A também é a ela que compete a responsabilidade pela legalidade das propostas.
De que está à espera o Tribunal de Contas para a condenar por tudo. Não percebo qual é a dúvida. Os outros devem ser condenados às multas, tanto os do PSD como os que se abstiveram do PS, mas quem tem de reintegrar os quase 50 mil euros (10 mil contos no tempo dos escudos) é a Júlia Paula.
Se tivesse vergonha nem discutia.

De Águia a 15.01.2013 às 14:06

Não se lembram que o João Silva (actual chefe de gabinete da presidente e "expert" em contabilidade e contas) andou pelas repartições públicas com o tipo da ACIVAC a fazer os pagamentos?
São uns trafulhas e cometem crimes atrás de crimes, com um à vontade fantástico. Alguns ficam sem castigo.... outros não. Estes últimos vão ser em maior número, contrariamente ao que alguns previram.
É só gente séria. Este é só o primeiro julgamento, muita coisa está ainda para vir.

De Maria Antonieta a 15.01.2013 às 01:07

Vai sendo hora de se colocar nova tarja no pontão de Vila Praia de Âncora! Não por este julgamento, mas pelo que vai recomeçar a partir deste final de Janeiro e entrará em Fevereiro ... Vão pelo que lhe digo!!! hihihihihi

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D